exercícios para um começo – parte 1.

O começo da primavera parece ser um bom começo para um texto, que talvez combine mais com inverno, tons de cinza, frio e essas coisas que remetem melancolia. É, talvez essa não seja uma boa ideia. Talvez o outono se aproximando do inverno seja mais adequado, mas, pela minha experiência de vida eu devia é mesmo começar com o começo do verão.

A verdade é que chegamos aonde chegamos e falar do início nem faz mais sentido. Não pra mim. Sinceramente eu não sei o que anda acontecendo com o mundo, eu não sei como viemos parar aqui nesse não lugar. Sinto que não temos mais tempo para fotografar cenas dos filmes na TV, ir até as locações onde foram filmadas e fotografar a foto no exato local da cena do filme.

A gente tem tanta obrigações, as minhas e as tuas, minhas. E eu me perco nesses acordes feitos em um piano bicolor na minha cabeça. Ah, eu tinha tanta coisa pra te dizer, eu tinha essa vontade, sabe? De escrever com o dedo na garganta, de vomitar um monte de coisa, fazer esse papel aqui tremer nas tuas mãos. Tenho essa imagem de você andando pelo meio fio com isso em mãos e a coisa toda pingando, em frangalhos, tão destruída, tão quebrada, que sequer chegaria ao fim.

E aí numa tentativa de respiração boca-a-boca, eu escrevo. Mas o tempo começa a corroer aquelas palavrinhas adocicadas do café da manhã. Eu fiz vários discursos, juro! Até mesmo escrevi coisas em folhas que fiz questão de apagar ou jogar pra baixo do sofá. E nada ficava bom, eu nunca estava no clima, não tinha nada de inspiração, nenhum lugar desgraçadamente triste fazia diferença. Nenhum lugar encantadoramente feliz fazia diferença. Eu queria tanto que você não fosse você.

Eu resolvi correr, essa coisa de liberar endorfina talvez dê uma força. Eu resolvi correr ao teu lado, esperando a coisa toda da endorfina. Mas aí a gente corre e sente mais fome e aí precisa mergulhar na porra da barra de chocolate e qualquer outra coisa que preencha essa baboseira de exercício físico. E aí que passa o inverno, começa a primavera, talvez chegue o verão e você ainda não tenha certeza que isso seja um bom começo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s