entropia.

isto aqui não é um texto. isto aqui nada mais é que uma tentativa de esticar a distância entre uma primeira e uma última palavra. mais ou menos como viver a vida ou como uma história de amor.

eu li. ou inventei. que quanto maior a temperatura de um sistema, maior a desorganização de suas partículas e, consequentemente, maior a sua entropia. temperaturas altas no amor são sinal de desordem?

na termodinâmica, o trabalho pode ser completamente convertido em calor, porém o calor – ou energia térmica, não pode ser totalmente convertido em trabalho. a entropia mensura essa parcela de energia que já não pode mais ser revertida. qual a parcela de energia de uma história de amor não pode mais ser revertida?

vi em um vídeo. ou inventei. que só conseguimos notar a diferença entre o passado e o futuro, porque a entropia do universo aumentou. e que mesmo que não exista um fim. que o tempo seja infinito, ainda há várias partes do universo que jamais poderemos ver. você pode amar pra sempre, mas nunca por completo!?

há que se amar a entropia, de certa forma. no passado as partículas eram mais próximas e agora elas tendem a se afastar, bem como algumas memórias. boas ou ruins. de fato, elas se afastam. de mais a mais, ninguém mais pode morrer em dois mil e treze ou catorze ou em mil quinhentos e dez.

ouvi dizer. ou inventei. que o universo foi, no início, mais compacto, suas partículas eram mais próximas. conheço alguns universos que também foram assim. o amor ocupar cada vez menos espaço não significaria mais proximidade?

o universo já não é apenas uma flutuação, onde a vida é possível. o universo também somos nós dois nos afastando. ou expandindo. com a chegada de dezembro.

isto aqui não é um texto. isto aqui nada mais é que uma tentativa de entender um pouco do conceito de entropia. mais ou menos para entender o quão irreversível é a vida ou uma história de amor.

o universo expande e acelera. por dentro, estamos sempre parados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s