exercícios para um começo – parte 1.

O começo da primavera parece ser um bom começo para um texto, que talvez combine mais com inverno, tons de cinza, frio e essas coisas que remetem melancolia. É, talvez essa não seja uma boa ideia. Talvez o outono se aproximando do inverno seja mais adequado, mas, pela minha experiência de vida eu devia é mesmo começar com o começo do verão.

Continue lendo

aquele chão de ceras canário

Quanto tempo se passou desde a última vez que entrei na velha casa eu não sei ao certo, as visitas ao meu avô vinham sendo do portão pra fora, na maioria das vezes. Apesar disso, as memórias daquele portão cinza e da rua Carneiro Ribeiro, ainda sem asfalto, nunca foram distantes. Estão comigo, nas cicatrizes de tombos no cascalho dos meus joelhos.

Continue lendo

que seja doce.

já que eu não escrevo nada novo mesmo, segue aí um dos meus contos preferidos, de um dos meus escritores preferidos. e pra quem não sabe, é por causa disso tudo aí que eu tenho um “que seja doce” tatuado no pulso.

Os Dragões não conhecem o paraíso

Caio Fernando Abreu

Continue lendo

Sua história de amor no Festival de Teatro de Curitiba

A companhia Teatro de Breque irá selecionar material de pessoas do Brasil inteiro para incorporar na montagem da peça COM AMOR que será apresentada na edição de 2011 do festival

 

A companhia de teatro curitibana Teatro de Breque, vai selecionar contribuições de pessoas de todo o país para incrementar a construção da peça COM AMOR, quarta montagem do grupo, que será apresentada esse ano na Mostra Novos Repertórios do Festival de Teatro de Curitiba.

Continue lendo

Estourando folhas de plástico bolha

ELE: E o que você sabe sobre rejeição e o que você sabe sobre pressão? Sobre ter o mundo inteiro em cima dos teus ombros? O que você pensa que sabe sobre a vida? Sobre escolhas, sobre o que é melhor ou pior, sobre o que é covardia? Numa hora você é uma criança super criativa e cheia de sonhos, brincando embaixo de um limoeiro e, num piscar de olhos, você está engravatado e ganhando a vida.

Continue lendo